Cidade de Faro: Teatro das Figuras

No ano de 2005, quando eu nem sabia que Faro existia, a cidade era escolhida Capital Nacional da Cultura em Portugal. Foi um evento de grande programação cultural que acabou por se espalhar pelo Algarve.

Chegou, inclusive, a receber uma delegação de 50 ministros da Cultura da comunidade europeia. 

Porém, Faro não ganharia só projeção nacional e internacional com isso. Sob a autoria do arquiteto Gonçalo Byrne, a cidade também ganhava naquele ano mais um teatro: o Teatro das Figuras.

PANO_20170616_203452
Teatro das Figuras | Foto: André Ries

Ele encontra-se logo na entrada da cidade e é facilmente visto devido ao tamanho do seu edíficio e pela sua arquitetura moderna.

É um recinto cultural de grande relevância na região do Algarve e no país, e vem se destacando por uma estratégia de programação diversificada: música e ópera, dança, teatro, novo circo e cinema, são algumas das áreas exploradas.

Uma experiência incrível.

No dia 8 de Abril de 2018, finalmente tive a oportunidade – e o prazer – de conhecê-lo.  Neste dia, o Yuri Barreto e eu fomos até o Teatro das Figuras para acompanhar o show da banda brasileira Liniker e os Caramelows.

O espaço é muito bonito e elegante.

Logo na entrada, existe um hall bem grande (que eu descobri se chamar foyer) onde localiza-se a bilheteria e as pessoas aguardam antes da abertura das portas e início do evento.

TMF_foyer_3
Foyer | Foto: Teatro das Figuras

O teatro conta com uma plateia de 762 lugares, e é considerada uma das mais importantes salas de espectáculos da região, “pela versatilidade do seu equipamento, que permite a apresentação das mais variadas e complexas produções e eventos em condições de excelência.”.

Porém, não ficamos exatamente na plateia. Fomos para a “galeria técnica”, um espaço mais elevado onde ficam fotógrafos, produtores de conteúdo e imprensa em geral.

IMG_1526
Vista elevada da galeria | Foto: Yuri Barreto

Ficamos neste local do teatro pois foram disponibilizadas duas acreditações para o blog. Fizemos cobertura com fotos e vídeos para nossas redes sociais: facebook e instagram.

Foi a segunda vez que o Vivendo em Faro participou de um evento como “veículo de comunicação”. A primeira, foi no Festival F, super recomendado e que ainda vai ganhar um post aqui no blog.

O show:

Engraçado que mesmo depois de dois anos em Portugal, ainda é possível enfrentar barreiras linguísticas com o português luso e o brasileiro. 

Fomos recebidos e acolhidos pela querida Elsa Cavaco, Responsável de Marketing e Relações Públicas do Teatro das Figuras. Ela nos levou até a galeria e explicou algumas diretrizes do show. Entre elas:

“A produtora do concerto da banda Liniker e os Caramelows autoriza a captação de vídeo e fotografias nos primeiros 3 temas do concerto.”

IMG_1605
Show do Liniker e os Caramelows | Foto: Yuri Barreto

Temas? Eu nunca tinha ido em um show dentro de um teatro, achei que podia ser dividido em diversas partes. Já havia conhecido o Teatro Lethes, mas fui para uma visita guiada e uma peça de comédia.

Precisei ser sincero com ela e dizer que não entendia o que queria dizer. E a questão era mais simples do que imaginava. Eram as músicas! Só podíamos produzir conteúdo para as três primeiras faixas do show.

Além do seu funzy, termo criado por eles mesmos para definir a sua MPB – “música preta brasileira”, uma mistura de R&B e soul americanas com as raízes da música brasileira e africana, podemos aproveitar toda a presença de palco e simpatia do Liniker e seus companheiros. 

O show superou as expectativas. A banda criou um ambiente muito descontraído e foi possível ver pessoas em pé, próximas ao palco, criando uma sinergia muito boa entre ela e o público. No fim, era possível ver pessoas comentando que nunca tinham visto esse tipo de coisa no Teatro das Figuras. Geralmente as pessoas assistem e ficam nos seus lugares durante todo o espetáculo.

Essa informalidade deliciosa só podia vir do Brasil. 

IMG_1825
Fim do show da banda Liniker e os Caramelows | Foto: Yuri Barreto

Faro não para por aqui.

A cidade, agora, quer concorrer para Capital Europeia da Cultura de 2027. Uma equipe já vem sendo formada para a elaboração da candidatura. O mais interessante é que está marcado para o dia 8 de Setembro de 2018 um debate aberto à comunidade para se falar sobre essa proposta.

Enquanto isso, a região vem desenvolvendo e incentivando esta que é uma área muito importante para a sociedade e que faz parte dos valores do blog Vivendo em Faro.

O próprio Teatro das Figuras faz parte de uma rede chamada Rede AZul – Rede de Teatros do Algarve: uma rede informal que tem por missão programar e apoiar a criação e a produção cultural regional, tendo em vista a circulação artística na região, rentabilizando as infraestruturas existentes e reforçando a oferta cultural regional, assim como permitir receber no Algarve produções nacionais e internacionais.

A rede contempla mais 10 participantes: Auditório Municipal de Albufeira, Auditório Municipal de Lagoa, Centro Cultural de Lagos, Cine-teatro Louletano, Auditório Municipal de Olhão, TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, Cine-teatro de São Brás de Alportel, Teatro Mascarenhas Gregório (Silves), Teatro António Pinheiro (Tavira) e Centro Cultural António Aleixo (Vila Real de Santo António).

Fique por dentro!

Para quem chega e não conhece muito, sugerimos acessar a Viral Agenda para saber um pouco mais sobre tudo que acontece em Portugal (podendo-se filtrar por cidade). 

Através da nossas redes sociais, também procuramos informar sobre eventos na região do Algarve e, principalmente, em Faro.

“A cultura está acima da diferença da condição social.” (Confúcio)

Obrigado pela leitura! Para mais conteúdos, acesse: Facebook e Instagram.
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *