5 motivos para estudar na Universidade do Algarve

1. Ela está em Portugal!

Essa frase pode parecer óbvia, mas o que queremos dizer com isso é que Portugal nunca esteve no centro das atenções da Europa e, talvez, do mundo como atualmente.

São vários os motivos para isso.

Na área do turismo, vem se destacando pela qualidade dos serviços e pelos baixos custos, além de ter se tornado alternativa a outros destinos que sofreram ataques terroristas, como França e Inglaterra. Por falar nisso, o país foi considerado o 3º mais pacífico do mundo.

E ainda vem sendo reconhecido como um polo tecnológico. Diversas empresas de tecnologia e startups estão sendo criadas ou trazidas para cá, com Lisboa sendo o foco, inclusive recebendo o WebSummit desde 2016, uma das mais importantes conferências europeias de tecnologia, empreendedorismo e inovação.


 

2. Vais ter contato com uma maneira diferente de ensino.

Caso tu já tenha feito faculdade no Brasil, verás que por aqui existem algumas coisas semelhantes, mas outras nem tanto.

Pra começo de conversa, o 1º semestre começa em Setembro e vai até o fim de Janeiro, com um break para as festas no fim do ano. E o 2º começa em Fevereiro e vai até o fim de Junho (com pausa para o Carnaval e Páscoa).

Depois, você terá aulas onde será dada matéria (com uma dinâmica de aula muito parecida com a brasileira), mas também terá tutorias, que são momentos com os professores para tirar dúvidas sobre o conteúdo e fazer mais exercícios (podendo variar conforme o professor e/ou a disciplina).

Por fim, e talvez tu tenha percebido, os semestres são, na verdade, quadrimestres. Ou seja, não dá muito tempo de aula não. E, por isso, a cultura aqui é de que o aluno estude bastante fora da sala de aula, sendo incentivado a utilizar as bibliotecas e salas de estudo.

especial_eu.jpg
Biblioteca: o refúgio dos alunos em época de provas

3. Podes praticar atividades físicas dentro da universidade.

O Gabinete de Desporto da Associação Académica da Universidade do Algarve promove diversos eventos esportivos durante o ano. Logo no começo dos semestre, ocorrem vários “open days” para os alunos que queiram experimentar algumas modalidades.

Ela também organiza torneios internos, conhecidos como Troféu do Reitor, de futebol 11, futebol 7, futsal, basquete e vôlei, onde devem ser criadas equipes de cada curso e que jogam entre si. A exceção fica para o time ESN Galaxy, formado por alunos internacionais e que pode misturar os cursos.

Além do mais, existe o programa “Faz Desporto”, que incentiva a prática de atividades e hábitos saudáveis como complemento da vida acadêmica, oferecendo aulas gratuitas e outras com preços muito em conta.

A associação ESN Algarve também organiza eventos de esporte ao longo do semestre, como podem ver abaixo.

4. Tens a possibilidade de realizar um (outro) intercâmbio!

Sendo um aluno ENEM, tu utilizas um método diferente de ingresso, mas é considerado um aluno regular da Universidade do Algarve.

E, portanto, tens direito a fazer seis meses ou um ano de intercâmbio para estudar em outro país e universidade, seja licenciatura, mestrado ou doutorado.

A UAlg possui protocolos com diversas instituições ao redor do mundo e tu podes, inclusive, ganhar uma bolsa se for para estudar aqui pela Europa através do programa Erasmus +.

Pode até dividir: seis meses em um país e seis em outro! E quem cuida de tudo isso é o GRIM (Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade).

25287025_1518821301530347_1466217968_n
À esquerda, Luna Miranda, estudante de Psicologia na UAlg, realizou intercâmbio durante um ano em Granada (Espanha) e pôde conhecer vários lugares, como Sierra Nevada, nesta foto.

5. Vais “Estudar onde é bom viver”.

Esse é o slogan da UAlg e, cá entre nós, muito pertinente.

A cidade de Faro, e a região do Algarve, é muito aconchegante e acolhedora. São mais de 300 dias de sol por ano, e 300 dias de pôr-do-sol! O verão é maravilhoso, o inverno é ameno. As paisagens são estonteantes, as praias deliciosas.

Um lugar onde pode-se fazer praticamente tudo a pé, e que conta com um aeroporto internacional, estação de trens e rodoviária. Não há perigo nas ruas, os carros param na faixa de segurança. O custo não é alto, mas a qualidade de vida sim.

E as pessoas? A comunidade brasileira já é muito grande, o português é muito receptivo (embora pessoas ignorantes existam em qualquer lugar do mundo), e os outros estrangeiros sempre têm alguma boa história pra contar.

Te convenci? Então começa a te PLANEJAR!


 
ualg; universidade do algarve; estudar em portugal; enem; portugal; faro; erasmus; turismo; europa; intercâmbio;

12 respostas para “5 motivos para estudar na Universidade do Algarve”

  1. Muito bom o blog, parabéns!
    Pretendo morar em Portugal daqui 1 ano. Fui agora em dezembro conhecer, mas não tive tempo de ir ao Algarve. Na verdade estava fora dos meus planos, pensava numa cidade maior. Só que conhecendo Portugal me apaixonei pelas cidades pequenas e tudo mudou. Só ainda estou na dúvida se Faro não é uma cidade com pouca estrutura para crianças, pois tenho duas filhas pequenas e sempre vejo coisas sobre aposentados e nada sobre crianças. Pode me dizer se vê muitas crianças e se existem parques e eventos pra elas?

    1. Olá, Lucia, muito obrigado! 🙂 Em Faro, existe algumas escolas, tanto de ensino fundamental, como ensino médio. Públicas e privadas. Existe bastante estrutura para crianças sim, e elas participam de diversos eventos, inclusive eventos organizados pelo município.

  2. Boa tarde!
    Meu nome é Maria Beatriz e sou brasileira. Tenho interesse em cursar medicina em Portugal, mas tenho conhecimento de que estudantes internacionais não podem cursar esse mestrado integrado. Então, gostaria de saber se após a aquisição do estatuto de direitos e deveres e também após a realização de uma licenciatura tal qual a de ciências biomédicas, seria esse o procedimento para cursar medicina?
    Desde já agradeço
    Abraços

    1. Olá, María Beatriz! Obrigado pela teu comentário. Para cursar o Mestrado Integrado em Medicina na UAlg, é preciso ser formado em uma licenciatura/graduação na área da saúde (como no teu exemplo, Ciências Biomédicas) para então participar do processo seletivo. A questão da nacionalidade não interfere em nada.

  3. Boa Noite,
    Me chamo Selma, sou brasileira, aposentada e meu marido também. Estamos na faixa etária entre 60 e 65 anos. Minha neta irá fazer o Enem aqui no Brasil, depois disso iremos morar aí em Faro, Portugal. Não consegui informações dadas pela UALG dos cursos que ela ministra. Será que Você poderia me dizer quais são, para que ela possa saber se o curso que ela está pretendendo fazer a UALG oferece. Desde já muito obrigada.

  4. Bom dia.
    Meu filho tem 16 anos e sonha em morar e estudar Medicina na universidade em Portugal, Ele termina o ensino médio em Dezembro de 2019, aqui em Manaus Amazonas Brasil. Sobre o curso gostaria de saber:
    -Quantos anos para concluir e tornar-se médico ?
    -Existem áreas especificas como cirurgia(médico cirurgião)?.
    -Qual o valor?
    -O processo seletivo é feito apenas pelas notas do ensino médio ou existe outro critério?
    – O diploma de Medico é valido no Brasil?
    Obrigada!

    1. Olá, Monica! Aqui na Universidade do Algarve, o curso de Medicina é um Mestrado Integrado de 4 anos. Isso significa que apenas pessoas que já tenham concluído uma licenciatura podem ingressar. Por exemplo, pode-se fazer o curso de Ciências Biomédicas ou Enfermagem, com duração de 3 anos, e então aplicar para Medicina. O curso é aceito em toda Europa. No Brasil, é necessário fazer validação de diploma em uma universidade federal. O processo de candidatura é específico e todas as informações podem ser encontradas em: https://www.ualg.pt/pt/curso/1537

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *