5 motivos para estudar na Universidade do Algarve

1. Ela está em Portugal!

Essa frase pode parecer óbvia, mas o que queremos dizer com isso é que Portugal nunca esteve no centro das atenções da Europa e, talvez, do mundo como atualmente.

São vários os motivos para isso.

Na área do turismo, vem se destacando pela qualidade dos serviços e pelos baixos custos, além de ter se tornado alternativa a outros destinos que sofreram ataques terroristas, como França e Inglaterra. Por falar nisso, o país foi considerado o 3º mais pacífico do mundo.

E ainda vem sendo reconhecido como um polo tecnológico. Diversas empresas de tecnologia e startups estão sendo criadas ou trazidas para cá, com Lisboa sendo o foco, inclusive recebendo o WebSummit desde 2016, uma das mais importantes conferências europeias de tecnologia, empreendedorismo e inovação.


 

2. Vais ter contato com uma maneira diferente de ensino.

Caso tu já tenha feito faculdade no Brasil, verás que por aqui existem algumas coisas semelhantes, mas outras nem tanto.

Pra começo de conversa, o 1º semestre começa em Setembro e vai até o fim de Janeiro, com um break para as festas no fim do ano. E o 2º começa em Fevereiro e vai até o fim de Junho (com pausa para o Carnaval e Páscoa).

Depois, você terá aulas onde será dada matéria (com uma dinâmica de aula muito parecida com a brasileira), mas também terá tutorias, que são momentos com os professores para tirar dúvidas sobre o conteúdo e fazer mais exercícios (podendo variar conforme o professor e/ou a disciplina).

Por fim, e talvez tu tenha percebido, os semestres são, na verdade, quadrimestres. Ou seja, não dá muito tempo de aula não. E, por isso, a cultura aqui é de que o aluno estude bastante fora da sala de aula, sendo incentivado a utilizar as bibliotecas e salas de estudo.

especial_eu.jpg
Biblioteca: o refúgio dos alunos em época de provas

3. Podes praticar atividades físicas dentro da universidade.

O Gabinete de Desporto da Associação Académica da Universidade do Algarve promove diversos eventos esportivos durante o ano. Logo no começo dos semestre, ocorrem vários “open days” para os alunos que queiram experimentar algumas modalidades.

Ela também organiza torneios internos, conhecidos como Troféu do Reitor, de futebol 11, futebol 7, futsal, basquete e vôlei, onde devem ser criadas equipes de cada curso e que jogam entre si. A exceção fica para o time ESN Galaxy, formado por alunos internacionais e que pode misturar os cursos.

Além do mais, existe o programa “Faz Desporto”, que incentiva a prática de atividades e hábitos saudáveis como complemento da vida acadêmica, oferecendo aulas gratuitas e outras com preços muito em conta.

A associação ESN Algarve também organiza eventos de esporte ao longo do semestre, como podem ver abaixo.

4. Tens a possibilidade de realizar um (outro) intercâmbio!

Sendo um aluno ENEM, tu utilizas um método diferente de ingresso, mas é considerado um aluno regular da Universidade do Algarve.

E, portanto, tens direito a fazer seis meses ou um ano de intercâmbio para estudar em outro país e universidade, seja licenciatura, mestrado ou doutorado.

A UAlg possui protocolos com diversas instituições ao redor do mundo e tu podes, inclusive, ganhar uma bolsa se for para estudar aqui pela Europa através do programa Erasmus +.

Pode até dividir: seis meses em um país e seis em outro! E quem cuida de tudo isso é o GRIM (Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade).

25287025_1518821301530347_1466217968_n
À esquerda, Luna Miranda, estudante de Psicologia na UAlg, realizou intercâmbio durante um ano em Granada (Espanha) e pôde conhecer vários lugares, como Sierra Nevada, nesta foto.

5. Vais “Estudar onde é bom viver”.

Esse é o slogan da UAlg e, cá entre nós, muito pertinente.

A cidade de Faro, e a região do Algarve, é muito aconchegante e acolhedora. São mais de 300 dias de sol por ano, e 300 dias de pôr-do-sol! O verão é maravilhoso, o inverno é ameno. As paisagens são estonteantes, as praias deliciosas.

Um lugar onde pode-se fazer praticamente tudo a pé, e que conta com um aeroporto internacional, estação de trens e rodoviária. Não há perigo nas ruas, os carros param na faixa de segurança. O custo não é alto, mas a qualidade de vida sim.

E as pessoas? A comunidade brasileira já é muito grande, o português é muito receptivo (embora pessoas ignorantes existam em qualquer lugar do mundo), e os outros estrangeiros sempre têm alguma boa história pra contar.

Te convenci? Então começa a te PLANEJAR!


 
Continue lendo “5 motivos para estudar na Universidade do Algarve”